Facebook pede nudes aos utilizadores por uma boa causa

Facebook pede nudes aos utilizadores por uma boa causa

O Facebook tem pedido aos utilizadores que enviem para a empresa nudes que tenham partilhado com os parceiros ou amigos virtuais.

O objectivo é impedir que essas fotos sejam mais tarde divulgadas sem a autorização do protagonista. A grande tecnologia garante marcar as imagens com uma espécie de “impressões digitais” que bloqueiam a divulgação das fotos nas redes sociais ligadas ao grupo, ou seja no próprio Facebook, Instagram ou no Messenger.

Se mais tarde alguém tentar partilhar essas imagens, o sistema identifica o material e impede a operação.

Objectivo é bloquear a chamada “pornografia de vingança”, uma expressão que é usada para definir a partilha de fotos e vídeos íntimos sem a autorização de quem é exposto  no conteúdo.

Na maioria dos casos acontece com o objectivo de atingir ex-parceiros, como vingança pelo fim da relação.

Com esta ferramenta, que ainda está a ser testada pelo Facebook, o utilizador que se sente ameaçado por um ex-namorado/a, por exemplo, pode marcar as fotografias intimas que lhe enviou durante a relação.

O Facebook está a testar esta tecnologia  na Austrália, numa pareceria com uma agência governamental.

Para isso, a rede de Mark Zuckerberg pede aos utilizadores que enviem as imagens pelo Messenger. Assim, a informação não aparece em público e fica resguardada.

Os internautas que quiserem aderir ao programa, tem de preencher um formulário no site do governo australiano, onde terão oportunidade de detalhar o que os preocupa.

Só depois enviam o material pelo Messenger para a empresa de Mark Zuckerberg, que será notificada pelo Governo sobre esse envio. Um analista vai aceder aos conteúdos e marcá-los digitalmente, de forma a que se tornem únicos e fácil identificação quando alguém os tentar partilhar mais tarde.

O Facebook vai manter o material armazenado durante algum tempo e depois descartá-lo.

Fonte: TVI24

Comentários

comentáros

LEAVE A COMMENT