É necessário que a sua empresa tome atenção ás redes sociais

É necessário que a sua empresa tome atenção ás redes sociais

Se por algum motivo ainda há dúvida sobre a importância das redes sociais, é só ter em conta as promoções dos serviços de telemóveis, que tem planos de dados com o Whatsapp, Facebook e Instagram gratuitos. A teoria deles não está de todo errada. Estas promoções são feitas com base no que é importante para o cliente acima das chamadas de voz, para poder angariar clientes na sua guerra de preços que há muito tempo domina o mercado. Muitos portugueses e outros cidadãos usam as redes sociais todos os dias, fazendo com que os conteúdos tenham mais visualizações do que qualquer outro meio de comunicação disponível no pais. Actualmente os vídeos no Youtube tem mais visualizações do que os programas na TV que tem assinatura.

Os posts do Facebook são mais lidos do que as páginas das revistas. Com isto podemos ver a influencia politica que tem, sendo capazes de ajudar a eleger presidentes ou levar maior parte das pessoas para a rua num protesto. Se prestar-mos atenção ao custo de promover estes conteúdos nestas plataformas, vemos que tem grande possibilidade de angariar e alcançar milhares de pessoas. As redes sociais ocupam grande parte do tempo das pessoas. E isso na minha opinião não é muito bom. Para as redes sociais ocuparem maior parte do tempo das pessoas alguma coisa acaba por ficar para trás. Por vezes o que fica de fora são os meios mais tradicionais, que acabam por perder a audiência. As redes sociais são muito populares, com grande relevância, preferência em relação aos meios tradicionais e com muito baixo custo.

Com estes factos eu pergunto-me porque é que as empresas ainda dão importância as redes sociais? Não há praticamente nenhuma empresa séria hoje em dia, que não esteja atenta ao que se fala nas redes sociais, principalmente quando se trata de reclamações. Fazem-no porque por vezes prejudica o negócio. Quando o assunto é marketing, a indiferença pelas redes socais ainda assusta mais. As campanhas são muito bem estruturadas, com muito dinheiro investido, mas quando o assunto é redes, os analistas do departamento de marketing é que toma conta, porque isso é considerado um assunto de crianças, como já se ouviu várias vezes. O preconceito não vem só da parte das empresas. No mundo da publicidade, quem trata da rede social é a “agência de post” , como já ouvi dizer. Por vezes como se faz um post que chegue a ser visto por 300/400 mil pessoas possa ser menos importante do que fazer um anúncio para uma revista com circulação de 250 mil exemplares e que custa muitas vezes mais dinheiro para anunciar.

É necessário que as redes sociais não sejam levadas a sério, mas que estejam no centro das atenções das actividades de marketing, relacionamento e produto, visto que são estas plataformas que concentram a maior parte da audiência, pois tem menor custo e saem praticamente de graça. Há uma serie de factores que fazem com que as redes ainda não tenham a importância que elas deviam ter para o mundo, seja a falta de uso por parte de gestores, ou no caso de agências a baixa remuneração comparada aos outro meios de actividades. É importante que por todas as razões acima mencionadas, as redes devem ser tratadas com extrema importância, como precisam de ser o centro das actividades de comunicação, uma vez que é lá que estamos todos os dias, e por diversas vezes ao dia, seja como uma pessoa jurídica ou física.

Comentários

comentáros

LEAVE A COMMENT